terça-feira, 13 de novembro de 2012

USCSAL - MAGUSTO 2012

Castanhas assadas na véspera de S.Martinho
tradição portuguesa
 
NOTÍCIAS DO MAGUSTO. 
     Como vos prometi, aqui vos dou notícias DO Magusto. As tradicionais castanhas assadas que os portugueses comem no dia 10 ou no dia 11 de Novembro de cada ano. No dia de S.MARTINHO. as fotos não sairam bem. Pudera! Quis fazer uma surpresa à direção, aos professores e alunos, (mas só pensei nisto na 5ª.feira à noite!) Fiquei toda a noite de 5ª. feira a escrever no computador e toda a noite de 6ª. a colar as fotos. Na primeira noite dormi 3 horas, na última dormi 1h25 minutos. Quando o despertador tocou, pareceu-me que mal tinha adormecido. Mas fui bem disposta e bem disposta regressei, embora na minha face se note o cansaço. Ainda por cima viajando de comboio na ida e regresso. Quando se abraça um projeto tem de ser de corpo e alma, com dedicação. O livrinho-album  continha, além do HISTORIAL DA UNIVERSIDADE SÉNIOR, desde a sua inauguração, dois poemas meus. Um com o título de SOLIDÃO o outro com o título de SER VELHO. Este já tinha sido publicado no jornal Página Beirã a 1-11-1999 ano internacional do idoso.
Porquê tantas horas a escrever uma história? Comecei por referir como apareceu o sonho de implantar uma Universidade Sénior na minha terra - apesar de não viver lá desde os meus 12 anos e não esperar ir viver para lá podendo assim utilizá-la. O sonho surgiu há uns 15 anos e até o dia ficou marcado no historial. Esta parte não foi difícil nem demorada, foi uma noite de trabalho. Mas colar as fotos? A prática de colar as fotos não é muita... as fotos parece que cresciam. Quantas mais colava, mais apareciam para colar!!!
A tradicional jeropiga e a água pé 
No fim resultou um livrinho bem bonito. Para finalizar e dar cor,  uma fita lilás outra fita amarela, as cores da Bandeira de Carregal do Sal, cores que são também utilizadas na Bandeira da USCSAL - Universidade Sénior de Carregal do Sal. Aqui fica o relato do fotografo (Farol da Nossa Terra):
"Inaugurada há pouco mais de meio ano, a Universidade Sénior de Carregal do Sal (USCSAL) assinalou no sábado, 10 de Novembro, pela primeira vez, o dia de Martinho, reunindo alunos, professores, familiares e convidados num magusto de convívio.
Realizado ao final da tarde, juntou mais de meia centenas de participantes no refeitório da Escola Secundária, cedido pelo Agrupamento de Escolas para o efeito, incluindo o respectivo serviço de cozinha.
As boas vindas foram dadas pelo presidente da direcção da USCSAL, Artur Fontes, em intervenção de agradecimento aos presentes, depois complementada pela mentora e co-fundadora desta universidade sénior, Celeste Cortez, deslocada propositadamente de Cascais. Após se regozijar com a numerosa adesão de alunos e de gente amiga, Celeste Cortez fez oferta à USCSAL de um caderno com o seu historial, com o título "ECOS DO MEU SONHO" e de exemplares dos livros “O Meu Pecado” e “Mãe Preta”, de sua autoria para a Biblioteca e para leitura na aula de português. Ofereceu também um CD da Tuna da Universidade de Sintra, a que pertence juntamente com seu marido, com intenção de despertar entusiasmo para a criação de uma tuna entre os alunos da USCSAL. ***
Das palavras passou-se ao farto e diversificado repasto que antecedeu as tradicionais castanhas assadas. Entre as diferentes bebidas, e como não podia deixar de ser, também a jeropiga e a água-pé deram expressão à tradição.
Depois dos estômagos bem compostos, deu-se vez a alguns momentos de animação, com um dos alunos a tocar acordeão, enquanto outros cantavam ou dançavam em alegre e saudável confraternização.
Se não comeram este ano, ainda estão a tempo. Em Portugal
encontram-se homens e mulheres a vender castanhas quentes
nas ruas, em lugares próximo de passagem de multidões.
(próximo de campos de futebol, de estações de comboios,
perto do metropolitano, etc).
Já com o apetite aberto para o resto do repasto, por fim chegou o caldo verde, acabado de confeccionar pelas hábeis mãos da cozinheira Rosa Macedo, também co-fundadora da USCSAL.
Viveu-se, sem dúvida, um agradável convívio, em que a USCSAL e os seus alunos se empenharam para que o mesmo redundasse num verdadeiro êxito".
 
*** Não vai ser difícil formar uma Tuna. Soube por uma aluna que já tinha sido abordado um professor de música. Também conversei com ele para o convencer. E... para o ano, por esta data,  quem sabe se a Tuna actuará? Nada é impossível.
 

1 comentário:

Sami disse...

Um bom convivio á volta das castanhas assadas! Uhmm que delicia as castanhas vendidas na rua...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...