quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

CARMEN MIRANDA - grande atriz, cantora luso-brasileira

CARMEN MIRANDA, O MITO. (Portugal 1909 - Beverly Hills 1955)
Tendo nascido, como eu, no dia 9 de Fevereiro, CARMEN MIRANDA faria hoje 2017, 108 anos de idade. Foi a portuguesa mais famosa do Brasil, para onde seus pais a levaram apenas com 10 meses de idade. Nasceu em Portugal numa aldeia (Várzea da Ovelha), Marco de Canaveses com o nome de MARIA DO CARMO MIRANDA DA CUNHA. Tinha mais 3 irmãs, tendo outra irmã, a Aurora sido famosa, mas não tanto, também por ser cantora.
No Brasil, com a sua voz e os seus vestidos estilizados de baiana (da região da Bahia) e turbantes com bananas, ananases e outros frutos tropicais, a que juntava tecidos, flores, plumas, coroas, chapéus de sol para parecer mais alta,  aquela que tinha apenas 1,53 de altura, fez enorme sucesso. Para parecer mais alta, ajudavam também os seus sapatos de plataforma e inúmeras jóias de fantasia.
“O que é que a baiana tem?” Esta canção alegre, cantada pela voz inconfundível de Carmen Miranda deu a conhecer o Brasil além fronteiras, na sua vertente cultural-musical.
Carmen Miranda começou por viajar pela Argentina, Europa e depois fixando-se nos Estados Unidos, onde veio a falecer de ataque cardíaco, na sua casa de Beverly Hills, apenas com 46 anos. Foi casada com David Sebastian.
Foi dançarina, cantora, atriz de rádio, televisão, cinema, tendo feito 14 filmes na Broadway. Ao fim de 6 minutos em palco, na Broadway, Carmen Miranda tinha conquistado a fama. Acreditam que em 1930 tinha vendido 35 mil discos? Em 1933 era a primeira cantora da rádio com contrato!
Em 1940 foi votada a 3ª. maior personalidade popular nos Estados Unidos.
Carmen Miranda cantou na Casa Branca, para o Presidente Franklin Roosevelt.
       Há um Museu em sua honra desde 1976 no Flamengo, Rio de Janeiro e outro no seu concelho natal Marco de Canaveses, desde 1985.
Há uma rua com o seu nome em Los Angeles. Tem o seu nome no “Passeio da Fama”, bem como tem as suas mãos desenhadas no Graumans Chinese Theatre, desde 1941.  
Quem não gostaria de ser CARMEN MIRANDA nem que fosse por umas horas? Eu quis. Como se fosse uma atriz, quis “encarnar” o papel da famosa vedeta. Assim, um dia, num passeio com o Inatel, por brincadeira, tentei brincar e fantasiar-me. A saia era branca, comprida e rodada, tentando imitar uma baiana. O que é que a baiana tem? Lembram-se da canção? Eu não tinha mais do que se vê na foto. Não havia ananases, nem chapéus altos, nem turbantes enormes para imitar os espampanantes chapéus que Carmen Miranda usou. Também as jóias de fantasia que tinha levado na bagagem eram poucas e não terei muitas mais. No entanto, eu contento-me com pouco, fico sempre feliz por ficar alegre e alegrar os outros. Acreditem ou não, recebi um prémio. Não teria sido mais do que uma caneta grafada com o nome Inatel, uma caixinha com divisórias para comprimidos E UM DIPLOMA. Fiquei satisfeita como se tivesse recebido um grande prémio.  Bom, exagerar não vale! Claro que um grande prémio, um cheque com números redondos, teria feito jeito. Ainda hoje os recordaria. Assim, recordo, com alegre saudade, aquele dia bem passado. 

E agora quem leu com atenção o artigo completo? Faça os seus comentários. Responda às seguintes perguntas:

"PERGUNTAS:
Carmen Miranda é brasileira, portuguesa ou luso-brasileira?
Onde há museus com o seu nome?
Que altura tinha?
Porque parecia muito mais alta?
Para que presidente dos Estados Unidos cantou?
Sabe o nome da esposa daquele presidente dos E.U.América? Aqui, como não está no texto, eu vou dar uma ajudinha: Eleanor Roosevelt, que foi politica, diplomata, ativista. Esteve no cargo de primeira dama desde 1933 a 1945. Nasceu em Nova Iorque em 1884 e ali faleceu em 1962. (O Presidente Franklin Roosevelt, seu marido faleceu em 1945)".






1 comentário:

Sami disse...

Nao sabia que ela tinha falecido tao nova e ja tinha tanta fama.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...