terça-feira, 11 de dezembro de 2012

NATAL - O Menino brincando, POETA AUGUSTO GIL

O MENINO BRINCANDO, Augusto Gil, "Alba Plena"

Ó meu Jesus adorado,
Fecha os teus olhos divinos
Num soninho descansado;
Que a não sermos tu e eu
Toda a gente do povoado,
Desde os velhos aos meninos,
Há muito que adormeceu.
- E o Menino Jesus não se dormia...
Dorme, dorme, dorme agora
- (Cantava a Virgem Maria)
Que mal assomou a aurora,
Sentei-me junto ao tear
E por todo o dia fora,
Até que já se não via,
Não deixei de trabalhar!
- E o Menino Jesus não se dormia...
- Tornava Nossa Senhora,
numa voz mais consumida:
Dorme, dorme, dorme agora
E que eu descanse também,
Porque mesmo adormecida
Vela sempre, a toda a hora,
No meu peito, o amor de mãe.
- E o Menino Jesus não se dormia...
- Numa voz mais fatigada,
tornava a Virgem Maria:
Dorme pombinha nevada,
Dorme, dorme, dorme bem...
Vê que está quase apagada
A frouxa luz da bugia,
Do pouco azeite que tem.
- E o Menino Jesus não se dormia...
- Rogava Nossa Senhora:
Modera a tua alegria...
Não deites a roupa fora
Do teu leito pequenino...
Não rias mais. Dorme agora
E brincarás todo o dia...
Dorme, dorme, meu menino.
- E o Menino Jesus não se dormia...
- Mais triste, mais abatida,
pediu a Virgem Maria:
Tem pena da minha vida,
Que se a quero é para ti...
Vida aflita e dolorida!
Só por ti a viveria
Tão longe de onde nasci!...
- E o Menino Jesus não se dormia...
- E a voz da Virgem volveu:
Repara no meu olhar,
Vê como ele entristeceu...
Dorme, dorme, dorme bem,
Ó alvo lírio do céu!
Olha que estou a chorar,
Tem pena da tua mãe!
Nosso Senhor, então, adormeceu.
As cores em destaque são minhas. Uma forma de se notar que este poema tanto pode ser dito por alguém que entoe o poema a duas vozes, como por um narrador ou narradora e uma voz feminina a fazer de Nossa Senhora. Poema lindo, maravilhoso do nosso Augusto Gil.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...