sábado, 11 de novembro de 2017

POETA - LUIZ MONIZ BANDEIRA (Brasil, Salvador 30-12-1935- Alemanha, Heidelberg 10-11-2017)

no inverno de 1981/82, como professor visitante no Instituto de Ciência Política da Universidade, o professor doutor Luiz Alberto Vianna de Moniz Bandeira, ali conheceu Margot que veio a ser sua esposa.
Para ela, dedicou coroa de sonetos, dos quais publicamos apenas um: (Luiz Alberto Moniz Bandeira - St. Leon, inverno de 2001/2000)



I



Entre o castelo e a neve na montanha,
vi tua  imagem de manhã madura,
o azul vertendo sobre tua alvura,
à luz do sol que os campos brancos banha.

A cicatriz dos tempos lá perdura
e tua imagem a paisagem entranha,
contrastando a beleza morta e estranha
que o castelo arruinado configura.

Sobre ti resvalei e assim, depois,
o intenso amor, que mesmo ao frio se ergue,
desvaneceu o espaço entre nós dois.

Que meu corpo, que sobre o teu se vergue,
viva em teu ventre para sempre, pois
perdi meu coração em Heidelberg.



1 comentário:

CARLLEONE disse...

Um lindíssimo soneto.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...