quinta-feira, 27 de agosto de 2015

EU ME CONFESSO, (artigo I) Celeste Cortez

Caro leitor: Sabe que tem ao seu dispôr, neste blog, um tradutor? Olhe para a DIREITA  desta página e escolha a tradução que lhe interessar. 



      Eu, CELESTE CORTEZ

      me confesso 

      

             Parte I do artigo "EU ME CONFESSO". 

            Continuarei publicando o título "eu me confesso", mostrando-me como sou, com os meus defeitos e qualidades. Tudo o que escrevo sai da minha alma, do meu coração. É a minha maneira de ser, autêntica. 


 O tema de hoje: "COMO ESCREVO UM LIVRO"

          Não uso caneta ou lápis, ou raramente o faço, a não ser para fazer a revisão do livro.

Também só utilizo caneta quando vou viajar de carro, com motorista,  e me surge uma ideia para 

acrescentar a um dos livros que ando a escrever, ou uma ideia para um poema. Não se admirem, 

eu escrevo ao mesmo tempo alguns livros: Prosa, romance, crónica, literatura infantil ou poesia. 

Sei que é má ideia, mas sou assim. 

          Na leitura sou precisamente a mesma coisa, leio três e quatro livros ao mesmo tempo: 

Parte de um, bocadinhos de outro, revisão de 

outro, primeiro capítulo de outro, último 

capítulo de outro ainda. A trabalhar, sempre fiz 

mais do que uma tarefa ao mesmo tempo. Por 

vezes quatro ou mais, por exemplo quando 

trabalhei no Nedbank na África do Sul,  estava 

a lançar documentos contabilisticos, atendia ao 

mesmo tempo um telefonema que viesse e na mente tinha outro assunto pendente e, ainda, 

cantarolava para mim,  lembrando-me da letra e da música. 

Também gosto de escrever dois livros de criança ao mesmo tempo, enquanto interrompo para 

escrever poesia, para emendar um poema, responder a emails, fazer um artigo para publicar no 

blog. Gosto de escrever "blogue", é mais português de Portugal, mas não é errado escrever blog. 

                    Prometo voltar. Voltem também para ler a continuação deste artigo.

                    Um abraço a todos, Celeste Cortez 


Caro leitor: Ao ler este artigo, comente-o. Tem para isso ao seu dispor, no fim do artigo. neste blog, um espaço para isso.

Entre todos os que comentarem, que deixarem o seu comentário no lugar apropriado, será sorte4ado um dos romances, ou um livro de poesia, ou uma das antologias onde a autora tenha entrado.  
Ao recebê-lo, poderá ainda habilitar-se a outro livro se tirar uma foto com o livro que lhe calhou e publicar no facebook conforme referido no destacado abaixo:  


O feliz contemplado, ao receber o 

romance ou o livro que lhe calhar por sorteio, terá de tirar uma foto sua com ele, publicando-a no 

facebook, com o título: "Eu li este 

romance. E você, já leu?" 



      

1 comentário:

ALBERTINO Veloso disse...

E não achas que é peso de mais para uma pessoa só? "Eu sou assim"... Pois continua a ser e segue em frente, se é isso que te faz feliz porque... porque, sendo como és, também fazes a felicidade de muita gente. Um abraço, extensivo ao teu "motorista"...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...