domingo, 12 de fevereiro de 2017

GRATIDÃO É UM SENTIMENTO QUE FAZ PARTE DO MEU CORAÇÃO


GRATIDÃO É UM SENTIMENTO QUE FAZ PARTE DO MEU CORAÇÃO

Foto que me foi enviada um dia, por um amigo,
a quem ficarei sempre agradecida. 
Hoje, dia 11/02/2017:

          Estou aqui e agora  “em busca do tempo perdido”.

         Este agradecimento deveria ter sido publicado ontem ao terminar do dia, agradecendo reconhecida a amizade a todas as pessoas que escreveram inúmeras mensagens privadas, outras nesta página e me fizeram telefonemas. Mas os prazeres do convívio à volta da mesa com os familiares mais chegados (meu marido, minha filha, genro, irmão e esposa) fizeram ultrapassar o tempo. 

          O escritor Milan Kundera diz que é feliz amando muito os que o cercam. Eu também amo os que me cercam e os que estão longe mas enchem o meu coração.

          Como diria Marcel Proust (escritor e critico literário francês, 1871-1922) “sejamos gratos às pessoas que nos fazem felizes”. Porque também tenho as sementes de amor no meu coração, aqui estou para dizer da minha gratidão a todos os que tornaram os meus dias de ontem e anteontem ainda mais felizes. Porque feliz decidi sê-lo e tento todos os dias, se nem sempre o consigo é por ser humana, capaz de errar, mas tentei sempre, tento e continuo a tentar em cada hora que passa.
  
          Milan Kundera, escritor checo (1929), diz num livro seu que se alegra todos os dias, que aprende com as tristezas e os erros, mas também curte cada dia como se fosse a última taça de um vinho suave e às vezes seco e que é feliz amando muito os que o cercam. Direi eu que as tristezas fazem parte da nossa vida, como seres humanos e curtir cada dia que passa poderá ser comparando-o a uma taça de vinho ou champanhe para quem goste, a um gelado de baunilha ou morango no pináculo do verão, ou a um bolo de nata, pastel de Tentugal, queijadas de Sintra, ou ainda, a um maravilhoso arroz doce como comi ontem feito por uma amiga, irmã da minha querida e saudosa falecida cunhada, que mo enviou da Gala-Figueira da Foz. Obrigada Maria Odilia, isto teria suficiente para fazer o meu dia. Como diria o nosso Miguel Torga “que belo e natural é ter um amigo”. E muitos é melhor ainda.

          Apanhando os fios, entranço-os para rematar os meus agradecimentos para dizer como diria Proust: Vocês foram os jardineiros encantadores que fizeram a minha alma florescer. Por isso agradeço,muito reconhecida com flores onde em cada pétala vai um bom desejo para todos e para cada um em particular.
            Abraço da Celeste Cortez. 

1 comentário:

Celeste Cortez disse...


ESCREVA AQUI O SEU COMENTÁRIO
EM BREVE SERÁ PUBLICADO.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...