sábado, 8 de agosto de 2015

POETA SIDÓNIO MURALHA (1920- Lisboa- Curitiba 1982)



SIDÓNIO MURALHA - 1920-1982 -Emigrou para o antigo Congo Belga, em 1944. A partir de 1962, fixou residência no Brasil. Dedicou grande parte da sua obra à literatura infantil. Recebeu prêmios nacionais e internacionais. É considerado um dos melhores poetas para crianças em língua portuguesa.
Entre os livros editados para crianças estão:
A Dança dos Pica-Paus, A Revolta dos Guarda-Chuvas, Sete Cavalos na Berlinda, Todas as Crianças da Terra, O Trem Chegou Atrasado, Os Três Cachimbos, A televisão da bicharada, O Companheiro, A amizade bate à porta, Valéria e a vida, Bichos, bichinhos e bicharocos, Um personagem chamado Pedrinho, Voa pássaro, voa, Catarina de todos nós, Helena e a cotovia, Terra e mar vistos do ar, O rouxinol e sua namorada.

Além de muita poesia dedicada às crianças, escreveu outros poemas. Vamos deixar para o nosso leitor o poema "Romance", que nos fala com pudor, e num lirismo admirável, de uma gravidez acidental e aborto forçado, por conveniênciais sociais. Tema raro na poesia portuguesa daquele tempo e mesmo na atualidade. 


Depois daquela noite os teus seios incharam;
as tuas ancas alargaram-se;
e os teus parentes admiraram-se
e falaram, falaram…
Porque falaram duma coisa tão bela,
tão simples, tão natural?
Tu não parias uma estrela,
nem uma noite de vendaval…
Mas tudo terminou porque falaram.
Tu fraquejaste e tudo terminou.
- Os teus seios desincharam;
só a tristeza ficou.
Ficou a tristeza duma coisa tão bela,
tão simples, tão natural…
- Tu não parias uma estrela,
nem uma noite de vendaval…

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...