terça-feira, 17 de fevereiro de 2015

POETA - FERNANDO NAMORA- Análise breve do Poema "Coisas, pequenas coisas"

FERNANDO NAMORA (Condeixa-a-Nova 15-4-1919-Lisboa 31-01-1989



Leia este pequeno poema do poeta médico que foi FERNANDO NAMORAM dedicado a pequenas coisas. O Poeta transmite-nos uma profunda lição de humildade, demonstrando-nos  que as pequenas coisas também têm valor, assim alerta-nos para olharmos à nossa volta, para as coisas, as pessoas, ajudando-as, valorizando-as. 
Se a árvore está murcha e desprezada, renova-se se a ajudarmos. O mesmo sucederá com as pessoas que estão murchas, que sofrem, que estão desprezadas. Ajudemo-las e elas poderão encontrar o caminho da felicidade. Como o poeta diz, nós sabemos o segredo. Quer dizer, nós temos a resposta dentro de nós, no segredo do nosso eu, somos capazes de ajudar, só é preciso tentar.   
  1. Aqui fica o poema de Fernando Namora. "Pequenas coisas" 

Foto de TóCortez 

Uma árvore está quieta,
murcha, desprezada.


Mas se o poeta a levanta pelos cabelos
e lhe sopra os dedos,
ela volta a empertigar-se, renovada.

Foto de Celeste Cortez 
E tu, que não sabias o segredo,
perdes a vaidade.
Fora de ti há o mundo
e nele há tudo
que em ti não cabe.


Homem, até o barro tem poesia!

Olha as coisas com humildade.

Fernando Namora, em “Mar de Sargaços


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...