sábado, 12 de abril de 2014

Herminio Cunha Marques - MEDALHA DE OURO PARA QUEM A MERECE

Lançamento do livro "Carregalíada
Celeste Cortez, no lançamento do livro Carregalíadas
de Hermínio da Cunha Marques
s" prefaciado pela escritora Celeste Cortez.  

Na sessão solene usaram da palavra o presidente da Câmara e o presidente da República. Atílio Nunes saudou com ”orgulho e emoção” a visita do mais alto magistrado da Nação e a presença das individualidades presentes, usando para com a esposa de Cavaco Silva uma simpática deferência, logo bastante aplaudida. Após as cortesias de boas vindas, fez sentir ao presidente da República que o concelho é rico em cultura e que o Centro Cultural agora inaugurado é um símbolo dessa riqueza e um marco importante na passagem do 175.º aniversário do concelho, à qual associou também a publicação do livro «Carregalíadas», da autoria de Hermínio Cunha Marques.
Após ter elogiado o trabalho que Hermínio Cunha Marques tem desenvolvido com as suas obras em prol concelho, o presidente da Câmara pediu ao presidente da República que o homenageasse com a entrega da primeira medalha de ouro de mérito municipal. Depois dessa homenagem, foi vez do presidente da Câmara presentear o presidente da República com uma peça artesanal em talha, simbolizando o apreço do concelho e registando a honra da sua presença nestas comemorações.

Lançamento do livro “Carregalíadas”
Às 16h30 do mesmo dia, foi retomado o programa comemorativo dos 175 anos do concelho, dessa vez com a apresentação do livro “Carregalíadas”. Seguiu-se um concerto pela Orquestra de Cordas e Coro da associação Orquestra Clássica do Centro. 
Na saudação de abertura desta sessão, o presidente da Câmara felicitou Hermínio Cunha Marques “por mais este livro sobre o concelho”, que vem reforçar o palmarés invejável de obras deste poeta e historiador. Coube ao vice-presidente da Câmara, Luís Fidalgo, fazer a apresentação de “Carregalíadas”, obra de poesia épica, composta por dez capítulos, num total de 600 estrofes em oitavas, que descreve uma panorâmica geral do concelho, desde a sua criação até aos dias de hoje Ao concluir a apresentação, agradeceu ao autor, em nome de todos os carregalenses, esta “obra extraordinária”.

         Carregalíadas soa-nos a Lusíadas”, afirmou Celeste Cortez, autora do prefácio do livro, orador seguinte, salvaguardando que enquanto "Lusíadas" de Luís de Camões narra a epopeia dos descobrimentos. "Carregalíades, de Hermínio da Cunha Marques" deixa para a história do concelho uma panorâmica geral das personalidades que nele se distinguiram, pelo seu humanismo: Nas artes, nas ciências, no campo militar, no teatro, na escultura, na arte musical. Considerou-o “um livro magistral, que recorda os feitos notáveis dos heróis, dos cidadãos audazes e valentes pertencentes às instituições dos Bombeiros, da Cruz Vermelha e das Fundações de Oliveira do Conde e da Lapa do Lobo”, e que “desvenda as lendas do concelho, os padres, a escola antiga, seus velhos professores, as freguesias, aldeias e seu património cultural, recreativo e histórico e evoca velhas tradições. Que recorda a criança que recebeu o prémio Val Flor, o pastor que tirou alguns cursos superiores, e não deixa no esquecimento todos os presidentes de Câmara”. Terminou a sua intervenção com uma homenagem à esposa de Hermínio Cunha Marques, dizendo que “um grande homem tem, indubitavelmente, a seu lado uma grande mulher” , tendo-lhe feito entrega de “uma singela flor, com toda a admiração e carinho”.


1 comentário:

Sami disse...

Parabens ao Sr Herminio Cunha Marques pela publicacao de mais um dos seus livros. Um senhor com muita cultura!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...