domingo, 20 de outubro de 2013

HOMENAGEM PÓSTUMA AO CANTOR PORTUGUêS ANTÓNIO MOURÃO

          FALECEU na noite de 18 para 19 de Outubro, na Casa do Artista em Lisboa, o fadista ANTÓNIO MOURÃO, com 78 anos de idade. 



          Nasceu no dia 5-6-1935 no Montijo e foi-lhe posto o nome completo de António Manuel Dias Pequerrucho. 




          O seu maior êxito foi com "Oh tempo volta para trás", letra de Manuel Paião e música de Eduardo Damas.O artista fez algumas digressões ao estrangeiro cantando para as comunidades lusíadas. 
          Foi autor de algumas letras que interpretou cantando, como "aquilo que canto é fado", com música do maestro Ferrer Trindade. Celebrizou outras músicas como "Chiquita Morena".


          Afastou-se do mundo artístico nos anos 90, tendo o seu último trabalho gravado sido "Não há fado sem verdade" em 1989. 

          Mourão foi, pela sua voz bonita, diferente, pela sua interpretação tão original, um marco na História do Fado. 
Não se compreende como foi esquecido, nem se falou nele na candidatura do fado a património mundial. Houve emissão de selos dos CTT com 6 fadistas mas ele não foi lembrado.Com isso deve ter sofrido, mas nesta altura onde quer que se encontre, perdoou a todos com certeza. 

Obrigada António Mourão pelos bons momentos que passei a ouvir a sua voz. Descanse em paz.   


Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...