sexta-feira, 9 de agosto de 2013

HOMENAGEM PÓSTUMA

Faleceu URBANO TAVARES RODRIGUES.

Nascido em Lisboa a 6-12-1923 (iria completar 90 anos em Dezembro), passou a sua infância em Moura - Alentejo.
O seu corpo será velado na SPA, na sala/galeria Carlos Paredes.
 
URBANO TAVARES RODRIGUES, foi professor de literatura em diversas Universidades. Foi leitor de português em universidades francesas. Professor jubilado.    
Foi um grande escritor, cujo legado literário é reconhecido em Portugal e no estrangeiro, não só em romance, como novelas, conto, poesia, ensaio, etc.
A sua última obra será publicada brevemente, com o título de "Nenhuma Vida".
Outras obras: "Os Insubmissos", "Desta Água Beberei", "A Flor da Utopia", "Nunca Diremos Quem Sois" e muitas outras.
Urbano Tavares Rodrigues recebeu vários prémios literários: o prémio Ricardo Malheiros com a obra "Uma Pedrada no Charco", o prémio da Associação Internacional Críticos Literários, o prémio da Imprensa Cultural, o Prémio Vida Literária da APE e o grande Prémio de Conto Camilo Castelo Branco.
Recebeu o prémio: " Legião de Honra Francesa".

À viúva e família enlutada apresentamos sentidos pêsames.


MUDANÇA

O inverno não dura sempre
névoa da nossa desilusão
Desce à terra nuvem que vogas
sobre a aridez da mentira
mil metros acima do chão
Abre-te ao nosso desejo
deixa florir tua águia de mudança
nesta cidade em que tudo está a venda
e se pisam os dedos do mais fraco
e a sua dor
Trago na ponta da língua a indignação
e na mala a tiracolo uma carta
sem verdades seguras mas com esperança
num outro Abril
com plantas de luz
para ficarem


Urbano Tavares Rodrigues

Primavera

A Primavera vem dançando
com os seus dedos de mistério e turquesa
Vem vestida de meio dia e vem valsando
entre os braços dum vento sem firmeza

Nu como a água o teu corpo quieto e ausente
Só este inquieto esvoaçar do teu sorriso
Loiro o rosto o olhar não sei se mente
se de tão negro e parado é um aviso
do destino que me fixa finalmente

Ai, a Primavera vai passando
com os seus dedos de mistério e de turquesa
Segue Primavera vai cantando
Que será do nosso amor nesta praia de incerteza

Urbano Tavares Rodrigues, in Horas de Vidro



Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...