terça-feira, 11 de junho de 2013

SAÚDE - DESMAIO - AVC

O DESMAIO (síncope), perda súbita e breve de consciência 
TENSÃO ARTERIAL.
Eis uma síntese de artigos sobre saúde àcerca do desmaio (síncope), em que se congregam praticamente todas as causas e todos os modos. Espero assim ajudar a dismistificar diversos nomes clínicos que por vezes tornam o entendimento difícil. 
Se ajudei, pode copiar sem receio, mas quer seja para enviar por email, para fazer slides, diapositivos, publicar seja de que forma e meio for, será sua obrigação referir a autora, nomeando este blogue: LETRAS Á SOLTA -  http://www.celestecortez.blogspot.com    

O DESMAIO ou sincope é um sintoma devido ao afluxo inadequado de oxigénio e de outros nutrientes ao cérebro, geralmente causado por uma diminuição temporária do fluxo sanguíneo.

Causas de desmaios, entre outras

Falta de alimentação, (jejum); Psicoemocionais; Tumores cerebrais, até uma dor intestinal pode dar um desmaio. Esforço físico;  Outras dores; Caso de ver sangue; Tosse (síncope tussígena); Micção (síncope miccional), esta muito comum nos idosos.  Uma síncope (desmaio) durante a deglutição pode aparecer em pessoas com doenças do esófago; Desidratação por situações como diarreia, sudação excessiva e micção exagerada, o que acontece frequentemente na diabetes não tratada;

Doença de Addisontambém conhecida como insuficiência adrenal crónica ou hipocortisolismo é uma rara doença endocrinológica.

.Sintomas comuns : Geralmente antes do desmaio a vítima queixa-se de fraqueza, falta de ar e "escurecimento da visão”. Em casos raros, sobretudo em idosos, o desmaio pode fazer parte de um icto ligeiro no qual o fluxo de sangue para uma parte do cérebro diminui de forma brusca. Um icto (também denominado "acidente vascular cerebral", ou A.V.C.) caracteriza-se pela morte de tecido do cérebro (enfarte cerebral) como consequência de uma insuficiência circulatória e do consecutivo défice de oxigénio no cérebro.

A foto é como se fosse uma artéria.
Aterosclerose é uma doença provocada por acumulação de
colesterol nas paredes das artérias. Foto da net, com a devida
vénia da explicação em vídeo 
Um icto (A.V.C.) pode ser isquémico ou hemorrágico. Num icto isquémico, a circulação de uma parte do cérebro interrompe-se devido à obstrução de um vaso sanguíneo, causado por aterosclerose*** ou por um coágulo. Num icto hemorrágico, produz-se uma ruptura de um vaso sanguíneo, o que impede a circulação normal e permite que saia sangue e este inunde uma área do cérebro e o destrua. *** Aterosclerose: é uma doença provocada por acumulação de colesterol nas paredes das artérias.

Hipotensão. Como ajudar o doente

O fato de levantar as pernas pode ajudar a recuperação dos episódios de hipotensão, ao aumentar a irrigação ao coração e ao cérebro. Quando a pessoa está de pé, previamente ao desmaio, pode notar vertigens ou enjoos ligeiros. Quando cai no solo, a pressão arterial aumenta em parte porque a pessoa está estendida e, muitas vezes, porque a causa da síncope já passou.Levantar-se demasiado rapidamente pode provocar um novo desmaio.

Quando a causa é uma arritmia, o desmaio aparece e desaparece bruscamente. Há casos em que se experimentam palpitações (percepção dos batimentos cardíacos) justamente antes do desfalecimento.

A síncope ortostática (A hipotensão ortostática (HO) é a redução maior que 20 mmHg da queda da pressão arterial sistólica (ALTA)*** quando o indivíduo se põe de pé.  Ocorre em aproximadamente 30% dos idosos, sendo causa de quedas e suas conseqüências. Quando a pessoa assume a posição em pé 500 a 900 ml de sangue são seqüestrados nas pernas e na circulação abdominal (vísceras), o que determina redução do retorno do sangue ao coração, menor débito cardíaco e, como conseqüência, estimulação de receptores de pressão. CUIDADO: não se por de pé demasiado rapidamente.   ***DIASTÓLICA, tensão arterial baixa.

Uma forma semelhante de desmaio, chamada síncope «das paradas militares», acontece quando uma pessoa está de pé imóvel durante muito tempo num dia de calor. Como nesta situação os músculos das pernas não estão a ser utilizados, não empurram o sangue para o coração e, como consequência, este imobiliza-se nas veias das pernas e a pressão arterial desce repentinamente. Tome cuidado: Refiro também o estado de estar sentado num avião: Deve levantar-se com frequência, fazer exercícios com as pernas. Mexer-se.

A síncope vasovagal ocorre mais em pessoas de menos idade, geralmente por “medo” “stress”, “dores” quando um indivíduo está sentado ou de pé e é precedida frequentemente por náuseas, astenia, bocejos, visão turva e sudação. Observa-se uma palidez extrema, a pulsação torna-se mais lenta e o indivíduo desmaia.

Esta diminuição pode verificar-se sempre que o organismo não possa compensar rapidamente uma descida brusca da pressão arterial. Por exemplo, se um doente tiver um ritmo cardíaco anómalo, o coração pode ser incapaz de aumentar suficientemente o volume de expulsão de sangue para compensar a diminuição da pressão arterial.

O desmaio que começa gradualmente, que é precedido de sintomas de alarme e que desaparece pouco a pouco sugere alterações nos compostos químicos do sangue, como uma diminuição da concentração de açúcar (hipoglicemia) ou da taxa de anidrido carbónico (hipocapnia) causada por uma hiperventilação. A hipocapnia é, muitas vezes, precedida por uma sensação de formigueiro e mal-estar no peito.

O desmaio histérico não é uma verdadeira síncope. A pessoa só aparenta estar inconsciente, mas não apresenta anomalias na frequência cardíaca ou na pressão arterial e não sua (transpira)  nem se torna pálida.

    O que fazer :

·         Coloque a vítima deitada e eleve as pernas em 30 cm.
·         Tente acordá-la,chamando-a ou batendo palmas próximo ao seu rosto.
·         Afrouxe roupas, gravatas, etc.
·         Verifique as vias aéreas; (Vias aéreas superiores são as fossas nasais, faringe e laringe, as inferiores são traqueia. brônquios, bronquíleos e alvéolos).
·         Verifique os sinais vitais, aplique ressuscitação se necessário.
·         Passe uma compressa fria pelo rosto e testa.
·         Quando ela (a vitima) acordar: Acalme-a.
·         Chame uma ambulância (pronto socorro).

 O que NÃO pode fazer :

·         Não dê nada à vitima, líquido ou sólido, até que recupere TOTALMENTE a consciência. Caso contrário poderá asfixiar-se.
·         Não deite água no rosto da vítima.
·         Não bata no rosto da vítima.

  *** Hipotensão -  hipo – baixa (diástole);    -     Hipertensão (tensão alta, sístole)


 Coligido de artigos, vídeos e livros de saúde por Celeste Cortez professora da ACTIS - Universidade S. de Sintra, nas disciplinas de POESIA - INTERPRETAÇÃO;  e de SAÚDE PELA NATUREZA.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...