segunda-feira, 15 de abril de 2013

SURGE ET AMBULA


Nos Açores, ANTERO DE QUENTAL escreveu um poema inspirado na frase bíblica...SURGE ET AMBULA…(que me parece ter sido quando disse a Lázaro: " levanta-te e caminha" )

A um poeta "Surge et ambula"

Tu que dormes, espírito sereno,
Posto à sombra dos cedros seculares,
Como um levita à sombra dos altares,
Longe da luta e do fragor terreno,

 
Acorda! é tempo! O sol, já alto e pleno,
Afugentou as larvas tumulares...
Para surgir do seio desses mares,
Um mundo novo espera só um aceno...

 
Escuta! é a grande voz das multidões!
São teus irmãos, que se erguem! são canções...
Mas de guerra... e são vozes de rebate!
Ergue-te, pois, soldado do Futuro,


E dos raios de luz do sonho puro,
Sonhador, faze espada de combate!
ANTERO DE QUENTAL


Em Moçambique, décadas mais tarde a mesma frase, inspira o GRANDE POETA - RUI DE NORONHA  (1909 -1943): "África – Surge et Ambula"

"África – Surge et Ambula" . significa "África levanta-te e caminha"

"Dormes! e o mundo marcha, ó pátria do mistério.

Dormes! e o mundo rola, o mundo vai seguindo...
O progresso caminha ao alto de um hemisfério
E tu dormes no outro o sono teu infindo...
A selva faz de ti sinistro eremitério
Onde sozinha à noite, a fera anda rugindo...
Lança-te o Tempo ao rosto estranho vitupério
E tu, ao Tempo alheia, ó África, dormindo...
Desperta! Já no alto adejam negros corvos
Ansiosos de cair e de beber aos sorvos
Teu sangue ainda quente em carne de sonâmbula.
Desperta! O teu dormir já foi mais que terreno
Ouve a voz do Progresso, este outro nazareno
Que a mão te estende e diz:
África, surge et ambula!"

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...