sexta-feira, 19 de abril de 2013

LEITURAS - A propósito de um livro - GRADES DE PAPEL CAXIAS 1975 CONDOMÍNIO FECHADO

A PROPÓSITO DE UM LIVRO
"Grades de Papel Caxias 1975

Condomínio Fechado "  




 
Ontem, 17-4-2013, estive no Palácio da Independência, em Lisboa, para o lançamento do livro “Grades de Papel  - Caxias 1975 Condomínio Fechado. Este livro escrito pelo escritor e poeta, coronel de infantaria Joaquim Evónio
(Joaquim Evónio Rodrigues de Vasconcelos), falecido a 23-06-2012, foi finalizado e publicado, a seu pedido, pelo seu amigo coronel Manuel Amaro Bernardo, historiógrafo.
O livro tem prosa e poesia do Joaquim Evónio, tem um poema de seu amigo, o falecido poeta António Manuel Couto Viana e de muitos outros.
Só conheci o Evónio como poeta e escritor. Longe ia o tempo em que foi militar das Forças Armadas Portuguesas. Para não desvirtuar, não modificar sequer, algo do que ele ou outros escreveram no livro, limitar-me-ei a transcrever do mesmo:
“Aos cidadãos das novas gerações para que, no futuro, não permitam, em Portugal, arbitrariedades e injustiças como as praticadas e vividas em 1974-1975.
Aos obreiros da Lusofonia pra que consigam manter esse projecto, apesar de se prever a continuação de um mundo tão instável e conturbado, como o actual. “
Quando se vê o sol aos quadradinhos na companhia de grandes amigos, uns anteriores e outros feitos ali mesmo, há que manter e cdontribuir para o mais elevado “moral das tropas” (No Forte-Prisão de Caxias) do autor Joaquim Evónio de Vasconcelos.
(…)(Nos saneamentos) Não lhes foi dado conhecimento do que eram acusados e assim foi impossível esboçar qualquer tipo de defesa dos seus direitos à honra e à dignidade da sua condição humana e consagrados na referida Declaração Universal, de que Portugal fora seu subscritor. (…) Do autor Manuel Amaro Bernardo.
A autora deste blogue Celeste Cortez, em 2º.plano, à conversa com outras pessoas qsue também aguardavam a dedicatória no livro.



  
 

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...