quarta-feira, 14 de novembro de 2012


MICHEL DE MONTAIGNE -  28-2-1533 - 13-9-1591 (caracterizou-se como Livre Pensador)
Escritor, Filósofo, Ensaísta)

Palavras suas: O lucro dos nossos estudos é tornarmo-nos mais sábios.

Ainda que possamos tornarmo-nos mais conhecedores com o saber alheio, sábios só podemos ser com a nossa própria sabedoria.   


Estudou Direito, tendo exercido a função de magistrado em Périgoux (de 1554 a 1570) depois em Bordéus onde travou profunda amizade com La Boetie.
Retirou-se para o seu castelo quando tinha 34 anos para se dedicar ao estudo e à reflexão. Levou nove anos para redigir os dois primeiros livros dos Essais. Depois viajou por toda a Europa durante dois anos (1580-1581). Faz o relato desta viagem no livro Journal de Voyage, que só foi publicado pela primeira vez em 1774.
Foi presidente da Câmara em Bordéus durante quatro anos. Depois, regressou ao seu castelo e continuou a corrigir e a escrever os Essais, tendo em vista o estilo parisiense de exposição doutrinária. Os seus Ensaios compreendem três volumes (três livros). Os seus Ensaios vieram a público em três versões: Os dois primeiros em 1580 e 1588. Na edição de 1588, aparece o terceiro volume. Em 1595, publica-se uma edição póstuma destes três livros com novos acrescentos.
Os Essais são um autorretrato. O autorretrato de um homem, mais do que o autorretrato do filósofo. Montaigne apresenta-se-nos em toda a sua complexidade e variedade humanas. Procura também encontrar em si o que é singular. Mas ao fazer esse estudo de auto-observação acabou por observar também o Homem no seu todo.

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...