terça-feira, 2 de outubro de 2012

Quem parte deixa saúdades - 02-10-2012

A bloguista autora dos romances
"O Meu Pecado" e "Mãe Preta"
ARTIGO DE OPINIÃO (2-10-2012)

QUEM PARTE DEIXA SAUDADES:

          Há pessoas que passaram pela nossa vida, partiram e deixaram muitas saudades. Costumamos lembrar-nos delas e umas lágrimas brotam de nossos olhos. Recordamos a sua cara, o seu corpo, o seu modo de andar, as suas mãos. Se é uma amiga ou familiar do sexo feminino, recordamos até, parecendo vê-la vestida com certas roupas - com as que melhor lhe ficavam, recordamos um baton bonito ou por vezes parece que o seu perfume chega até nós.
          Sucedeu em finais de 2010, ano em que faleceram 5 pessoas entre familiares e amigas. Ela a Maria, nome fitício, faleceu ainda muito jovem. Jovem de mais para sair do nosso convívio. A Maria tinha sofrido durante tantos anos, com uma doença grave, que só sua grande força conseguiu aguentar tantos anos. Até os médicos se admiravam de que ela conseguisse aguentar tanto sofrimento, durante tanto tempo. Penso que a Maria queria resolver certos problemas que sabia que iriam surgir, se ela não os deixasse resolvidos. E com a sua debil saúde, eles custaram a ficar resolvidos. Finalizados, ela partiu. 
          E porque eu a amava tanto como se ama uma irmã, foram-me oferecidas algumas roupas dela, novas, que estavam guardadas sem nunca ter usado,  roupas maravilhosas, de bom corte, de bom tecido, de cores que eu gosto. Naturalmente que não há uma só vez que eu as use ou que olhe para elas penduradas no guarda-fatos (roupeiro,armário), que não pense nela. E surge quase sempre a lágrima ao canto do olho.   
          Eu poderei pensar que devo desfazer-me destas roupas para evitar tantas recordações. Mas sei que mesmo desfazendo-me delas, recordarei sempre a Maria. E sei que aceito bem a morte, que compreendo que a Maria não poderia estar mais tempo no seu sofrimento físico. O corpo sofre, tem limitações.  
Caminho que conduz à paz- Foto de Tó Cortez
publicada nos sites Olhares e Reflexos 
        Sei que a sua vida será noutras paragens. Ela encontrou o seu caminho e eu tenho de seguir o meu.
         O meu coração diz-me que ela só pode estar num bom lugar, pelo bem que fez, pelo amor que espalhou na terra.
          Apesar da minha saudade não a chamo para me ajudar diante das minhas dificuldades. Elas são as minhas dificuldades, para eu as resolver da melhor maneira que possa, embora possa dizer-lhe "se estivesses aqui poderíamos conversar sobre isto, mas estás num lugar em ascensão, deixa-te estar. 
          A sua partida deixou-me triste evidentemente, mas os que me rodeavam na terra, a família e os amigos, continuam a meu lado e são eles a minha prioridade. Chorei porque sou humana, mas não fiz drama, para que quem estivesse perto se sentisse que era melhor voltar noutra altura para falar comigo, ou para se sentir na obrigação de estar comigo por compaixão, porque tinha de me consolar. O consolo que me deram, aceitei-o, não o recusei porque o consolo da família e dos amigos é importante. Mas não passei a chorar no seu ombro, sobrecarregando-o.
          Dizem que quem parte também fica com saudades nossas. Aceito, posso acreditar, mas tenho pena. Porque já sofreram neste mundo o suficiente e não deveriam sentir saudades das pessoas que ficam na terra. Deveriam gozar a nova vida, o amor de Deus, a benção do irmão Jesus e a companhia dos Anjos, em quem acredito.
          Por isso, nos momentos de maior saudade, quando a lembrança de quem partiu, de quem amei e amo aflora, fazendo doer o coração, digo-lhe nas minhas recordações: Só podes estar bem, já que bem fizeste nesta terra. Nós por cá nos arranjaremos da melhor maneira. E até um dia amiga.
POST SCRIPTUM: Minha tia MARIA AUGUSTA CORTEZ DE CAMPOS SILVA, a última irmã de meu falecido pai, faleceu no Rio de Janeiro, no dia 30-09-2011. último dia do mês de Setembro, há 2 dias. Aqui deixo para ela um grande beijo de saudade. E de todos da família. Até qualquer dia tia. 
Ao meu tio António Cortez de Campos Silva, e a sua esposa Lourdes Campos, seu irmão e cunhada  e irmão e cunhada de meu falecido pai, os nossos sentidos pêsames.  

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...