quinta-feira, 6 de outubro de 2011

José Pádua - Pintor Moçambicano, com o poema Quero esquecer.


Antonio Cortez, Celeste Cortez e José Pádua, Setembro 2010

QUERO ESQUECER

Quero esquecer-te:
cidade que do pântano
cresceste!

Quero esquecer-vos:
terra onde nasci,
luz do sol que me aqueceu,
som de batuque,
céu que me cobriu
e já foi meu! 
Quero esquecer-vos:
bairros da Munhava,
Matacuane, Esturro,
Macúti, Ponta Gêa,
Maquinino, Manga,
Palmeiras, Chipangara
- E estou a ver-vos!

Quero esquecer-te:
negra de capulana,
apanhadora de amêijoas,
mapira, amendoim,
arroz e mandioca,
às costas carregando
o teu mufana!

Quero esquecer:
o EU-criança,
o EU-adolescente,
o EU dono da ilusão
e da esperança!

Mas, para quando
Este esquecer?

- Talvez um dia,
Quando eu, enfim, morrer...

José Pádua (poema copiado do blogue: Moka Kultural.

Como eu, muitos dos que passaram ou nasceram em Moçambique, não terão conhecimento deste poema do grande pintor JOSÉ PÁDUA. Deve ter sido publicado no facebook pelo Blogue: Moka Kultural, de quem, com a devida vénia faço a transcrição. Para mim é novidade. E se for publicado duas ou mais vezes - que importa! - o que é belo pode copiar-se, desde que se mencionem os seus autores e a sua proveniência. Foi o que fiz. Obrigada ao Moka Kultural.
Adorei o poema, cheio de significado, disse o que muitos de nós dizemos.
Celeste Cortez

Outros artigos neste blogue sobre o Mestre Pintor JOSÉ PÁDUA:
Procurar se f.f. em:

"Pintor José Pádua - Homenagem a si e sua obra;
"José Pádua - O Pintor - faleceu ..."   

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...