segunda-feira, 12 de setembro de 2011

AMOR - Uma linda história de amor

Cegonha (macho) visita namorada ferida, todos os anos, na Croácia.

É a quarta vez que me aparece este email. E com tanta palavra  linda, com tantas acções maravilhosas que nos enchem a alma e o coração. Resolvi escrevê-lo, deixá-lo aqui para ir lendo - pode fazer o mesmo quem o desejar. E repassar no facebook. Dá-lo a conhecer a alguém que, eventualmente, não o conheça ainda.
Se já conhecem, continuem lendo, porque actos de amor como este, comovem sempre e vale a pena recordar mais uma vez. Nunca é tempo perdido.
Quem não se comove com uma linda história?  (agora, na época presente, poderia escrever "estória", mas mesmo uma fábula pode escrever-se com h, mas com h pequeno. O H grande é para História da Humanidade). 
O que vou repassar, não se trata de "fábula", não é ficção, são actos verdadeiros, história verdadeira. De amor, sim. Até os animais amam. É o amor entre duas cegonhas (macho e fêmea), que... Mas leiam, leiam, vale a pena:  

 Malena e Rodan,(o casal de cegonhas): uma linda história de amor. 

Malena e Rodan - fotos: Divulgação/EFE
Malena, a amada ferida pelos disparos de um malvado caçador. Rodan, um galã apaixonado que cruza meio planeta para visita-la todos os anos, apesar de todas as dificuldades. A história parece mais um roteiro de filme de romance, mas é a realidade da vida de um casal de cegonhas na Croácia.
A cada primavera, o país se emociona com a chegada do macho Rodan que volta da África ao país balcânico para encontrar sua amada Malena, que não pode voar devido às sequelas de um tiro d qual foi vítima há 18 anos.
O casal de aves oferece este ano, um espetáculo de alegria, já que em seu ninho, há quatro filhotes recém-nascidos, enquanto os demais estão por sair de seus ovos, segundo informou a imprensa local.
Malena foi encontrada ferida, em 1993, em um campo perto de Slavonski Brod, uma cidade de 200 km a leste de Zagreb, com a asa ferida por tiros dados por um caçador italiano.
Stipe Vokic, porteiro de uma escola primária, cuidou da ave, conseguiu cura-la e fez um ninho no telhado da escola para ela.
Faz nove anos que Rodan se apaixonou por Malena, que não pode acompanhar seu amado na viagem até a África, pois apresenta sequelas do ferimento que a impedem de voar para a rota migratória que faz as aves de sua espécie todos os anos.
Durante o inverno, Vokic cuida e alimenta Malena, mas todas as primaveras, quando Rodan regressa, ele mesmo trata de cuidar da companheira. Ele leva comida fresca a ela, arruma o ninho e alimento os filhotes.


"É uma relação terna, da qual se pode fazer um filme de amor", comenta Vokic ao jornal Vecernji List.
Em Julho, Rodan ensinará aos seis filhotes a voar e, em meados de Agosto, voarão juntos até África.
"A cada ano, me parte o coração quando chega a hora de partirem. Rodan chama Malena, para que vá com ele, mas ela não pode. Até hoje, já criaram 35 filhotes", diz Vikic.
Esta primavera, a imprensa croata publicou a triste notícia de que Rodan não estava de volta e, certamente, alguma coisa ocorreu na África, mas para a alegria de todos, apareceu de repente, apesar de mais cansado do que nunca.
As cegonhas que fazem seus ninhos na Croácia todos os anos, realizam uma longa viagem de 13 mil quilômetros pelo Vale do Nilo até a África do Sul, caminho onde encontram muito perigos e penúrias.



Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...