quinta-feira, 4 de agosto de 2011

Homenagem às boas recordações... e ao mar - Capitulo II -

Moçambique-Beira, no outro lado do mar, no Oceano Indico

-1957 - Rancho folclórico do Solar dos Beirões - 1º. prémio de exibição, na noite de desfile, a comemorar os 50 anos da Beira à elevação de cidade.
Antes do nome Beira, tinha sido Posto do Aruângua (ver o meu romance O Meu Pecado). Foi a atenção a D. Luis Filipe, filho do Rei D. Carlos e da Raínha D. Amélia de Portugal, que escolheram este nome Beira para a cidade. D. Luis Filipe era PRINCIPE DA BEIRA.   
Os ensaios do rancho eram à noite, por cima da firma António Lopes da Cunha, no Maquinino (não muito longe do Moulin Rouge).Nesta foto, da esquerda para a direita: a Júlia, a Celeste Campos (sou eu) a Delfina, a ?, a ?... e quem souber que vá dizendo. Esta foto também está no facebook, nos meus albuns.
Dentro de dias, irei colocar fotos a darçarmos no campo de jogos do S.L.B., ali perto dos Bombeiros.
O nosso traje, não representava nenhuma região de Portugal em especial, representava a própria Nação:  Saias pretas, bem rodadas,  bastante compridas mas não até aos pés. Avental, de cor amarela, tipo varina com 3 fitas, representando as 3 cores da Bandeira Nacional: vermelho, amarelo (mais escuro do que o amarelo do avental) e verde. Lenços de tricana ? de  Viana do Castelo, com uma rodilha (como se fossemos pôr as cantarinhas de Molelos (perto de Tondela), um rancho que na altura era muito famoso em Portugal. Era um vestuário airoso. Representava de Norte a Sul de Portugal. 
Em outro artigo, mais adiante no tempo e no espaço, irei tentar gravar as duas canções de que me lembro. Mas enquanto não gravar, aqui no blogue, um destes dias, deixarei, no "homenagem às boas recordações e--- ao mar - artigo III ou artigo IV - a letra das duas canções: hino à Beira e Vira da Beira.   

Posted by Picasa

Sem comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...